Top Social

Praias com mercado em Doha. A beleza do país do futebol de 2022

Apr 13, 2018
O país da copa do mundo de 2022 se prepara para receber os amantes do futebol, a festa em que torcedores deixam seus países para vibrar ou chorar, além da oportunidade de conhecer nova cultura. E, no caso, esse é Doha, Qatar, o país islâmico com cultura forte, absolutamente distinta do mundo frenético dos adeptos de futebol que, ao som dos tambores, amam tomar uma cerveja, se divertir sem pudor.

Para quem não sabe, em Qatar bebida alcoólica só é permitida em hotéis e a preços salgados (uma cerveja long neck sai ao custo de R$ 50,00 - valor em janeiro de 2017). Restaurantes e bares não vendem, sendo absolutamente proibido álcool em lugares públicos. E ai indaga-se: com ou sem acordo com a FIFA, os locais conseguirão suportar os turistas do futebol que não medirão esforços para aproveitar o momento? Mostrar ombros, joelhos, usar roupas frescas com quase tudo de fora, tirar a camisa, cair na água vestidos ou pelados, beber pelas ruas etc ? Outro ponto: somente os cidadãos autorizados pelo governo podem comprar bebidas alcoólicas nos pontos de venda - as liquid stores. Eu e você, turistas, não temos permissão/carteirinha.


Na cidade de Doha, além de arranhas céus, você vai encontrar mercados, velho ou novo, os nominados SOUQS. Além do Souq mais tradicional que fica na cidade, mais ao centro de Doha, com o mercado de ouro -  sim, lá também tem ouro, há outros à beira mar, com possibilidade de dar um mergulho e admirar a beleza local. 

Nas praias, as regras serão diferentes - para nós os sem limites. No cotidiano, as mulheres devem usar burkinis (com perninhas e mangas, decote zero) e homens bermudas com pernas, sendo proibido ficar sem camisa. Você imagina tomando um banho de mar naquela água super salgada toda vestida? Será mesmo que os turistas do futebol irão obedecer qualquer regra ainda que mais liberada às nossas tradições? As praias dentro de Doha possuem ainda, seguranças. E ai daquele que desobedecer as regras. Não tem perdão. 

Quando visitei a praia em Doha que possui o mercado ao lado e um pouco mais afastada da cidade, com vários restaurantes e lojinhas, eu fui vestida normal - veja a foto acima, e elas com suas tradicionais burkas. Por não estar usando a vestimenta como manda o costume, não atenderam no primeiro restaurante que tive vontade de comer. E não adianta reclamar, você vai ficar lá plantada por horas. A dica para ser atendida nesse Souq mais afastado de Doha é procurar restaurante diverso dos locais, os com carinhas de internacionais.

Já na praia mais movimentada dentro de Doha a KATARA BEACH, com mercado novo, não houve discriminação no atendimento. A modernidade fez a diferença. A praia é linda, com vista para a cidade, possui uma espécie de cabanas chics para alugar e, claro, quem quiser usar a praia tem que pagar. Isso mesmo, pagar para pisar na areia. Do contrário, contente-se em apenas olhar da área do mercado. Vale a pena pagar? Para quem quer curtir um mergulho no golfo pérsico sim, pois ficaria ao mesmo preço quando se adquire uma cadeira ou sombreio nas praias brasileiras, por exemplo. E a diferença ? Em Doha tem segurança, limpeza e conforto. Vejam as cadeiras na foto abaixo. Quem possui criança, há espaço para as brincadeiras com tudo equipado. Modernidade e riqueza fazem parte do complexo. 
Praia ao entardecer, fica em frente ao um mercado moderno, com lojas e restaurantes. Paga-se para usar a praia.
Para quem quer economizar e não é adepto a brincar na água, o local é perfeito para passar uma tarde e, querendo, pode desfrutar do anfiteatro existente no complexo ou experimentar um bom restaurante para o jantar. Pena que ao invés de pedir um bom vinho para acompanhar, terás que se conter com um chá.  


Se mulher no mundo não tem voz ou direito, lembre-se que em tais países é pior, para não dizer que se trata apenas de um objeto sob as ordens de homens ( eles podem se casar com várias mulheres ao mesmo tempo -  que as latinas ciumentas corram deles). 
Portanto, melhor não se arriscar em lugares públicos mostrando demais o corpo. Se possível, use o tradicional. Preto para mulheres e branco para homens.             
Com respeito às culturas e tradições, todos se divertem na paz.
Em hotéis tudo é liberado. Bikinis, bebida alcoólica e, nas boates as vestimentas não tem regras. Curto, decotado, quase ao nu que por um certo momento, você esquece do mundo proibido do lado de fora.
Quer se divertir em Doha? Fique em hotéis de luxo  (indico o FOUR SEASONS ) ou passe o dia em um deles - DAY USE.

Viagem a Barbados sem visto americano. Chegue na ilha sem passar por Miami

Feb 27, 2018

Não é fácil chegar ao paraíso sem passar pelas Américas no Norte, via Miami, que fique registrado. Tem visto americano? Vá para Barbados voando American Airlines. Aproveite e faça um stopover in Miami para desfrutar da cidade e, mais que tudo, fazer compras!..mas deixe para a volta.

Lembre-se que para fazer uma conexão ou qualquer minuto no vizinho norte americano, é preciso tirar o visto, ainda que de trânsito. E olhem, ainda assim eles vão fazer sabatina minuciosa no aeroporto sobre a sua viagem para uma ilha que não pertence a eles.

Como somos brasileiros não desistimos nunca - dizem o ditado popular, mas não sei se é idade, eu ando desanimada de tudo. O bicha difícil que é essa tal vida, hein? 

Força na peruca, arrume as malas e vamos para Barbados sem visto americano. 

point de kite surf e windsurf

Mas como? Com certeza há vários caminhos, mais longos e caros, mas você chega e ainda curte outros lugares nesse roda-roda de voos até desembarcar na ilha.

Primeiro e mais fácil: Via Panamá. 

A Copa Airlines voa para a cidade do Panamá (brasileiro não precisa de visto para o Panamá). Compre seu voo para Port of Spain (use o stopover para sair mais em conta) e fique por uns dias em Panamá para aproveitar a cidade e conhecer suas praias. Dizem que são paradisíacas. To louca para conhecer, mas ainda me falta grana.

Da Cidade do Panamá voe para Port of Spain (brasileiros nao precisam de visto) com a Copa. Se não tiveres muito tempo para gastar, compre sua passagem direto para Port of Spain sem stopover ou mesmo conexões longas.  Como seu ponto final com a COPA AIRLINES é Port of Spain, desfrute e a conheça, pois o voo que parte de lá é com outra companhia aérea.

Aproveitou Port of Spain? Hora de chegar ao destino final - Barbados. A empresa Caribbean Airlines tem voos diretos. Duração 55 minutos. O preço é salgado, em torno de 265. $ dólares.  

Para os mais animados e que queiram se aventurar, a empresa AZUL e Surinam Airways te levam até Caiena, Guyana Francesa. Nesse pais vizinho há necessidade de tirar VISTO antes da viagem e com toda aquela burocracia que se perde o tesão de viajar. De Caiena para se chegar a Barbados há vários trechos com paradas, o que torna desanimador, a não ser que a intenção do viajante seja aproveitar em uma viagem para conhecer vários locais.

No caso, de Caiena (GF) voa-se para Port of Spain fazendo conexão em Paramaribo com a empresa Surinam Airways. Na sequência, para voar até Barbados, de P. S (POS - Trinidad and Tobago), vá pela Caribbean Airlines.

De todas as rodadas, o jeito mais fácil de se chegar em Port of Spain do Brasil é pela Copa e saindo do Rio de Janeiro, pois o preço é melhor que de SP.

Minha experiência no passado: voava para Boa Vista, Roraima, que tinha 2 voos semanais para Guyana (essa não é a francesa, mas a ex colônia inglesa) via teco teco que quase morria de medo. De Guyana para Barbados via LIAT.  A LIAT possui vários voos entre as ilhas caribenhas. A empresa que voava até Guyana chamava META, mas foi extinta em 2012 - falei do dilema nesse post AQUI. Havia noticias que teria voos uma vez por semana com a empresa aérea INSEL AIR de Boa Vista para Guyana e Curação, mas no site não localizei o Brasil na lista. Eu não consegui achar empresa que faz voos para Guyana, mas se você chegar até esse país, os voos são frequentes para Barbados.

E ai te falo. Barbados, assim como várias ilhas caribenhas estão logo ali acima do norte brasileiro. Com menos de 3 horas de voo se chegaria em Barbados e por muito menos em outras ilhas saindo de Fortaleza, Belem ou Natal. Mas por que não temos vôos direto para o Caribe saindo do nordeste? Primeiro, desinteresse politico; depois é que o Brasil está quebrado mesmo e se julga o próprio Caribe pelo seu imenso litoral.

Nas minhas pesquisas esse é o trajeto mais em conta para se chegar em Barbados sem ter que pisar em solo americano. Lembre-se: entre as ilhas do caribe sempre tem voos, então se você consegue chegar em alguma de modo rápido e econômico, sem ter que pisar em solo americano, conta aqui pra gente o trajeto.

Revendo algumas fotos bateu saudades. Alguém me leva junto? Pode ser via Miami..rs
vista de um dos restaurantes do The Crane Resort 
Surfs Bay
e o por do sol gigante....
prainha ao fundo do mercado de peixe - OISTINS
Xoxo.

A beleza de Barbados e sua Miami Beach

Feb 7, 2018

As cores das águas caribenhas são de tirar o fôlego com seu azul turquesa-esmeralda ou para alguns, apenas azul. Mas o que muita gente nāo sabia, inclua eu na lista, é que na vila ao sul da ilha, próximo ao mercado de peixe com suas barracas de comida deliciosa, há uma praia nominada de Miami Beach.

Todas as praias do sul e lado oeste da ilha são mais propicias para banho, notadamente as com inicio do lado oeste, pois suas águas, além da transparência, são calmas. Perfeito para quem possui crianças ou que não são adeptos com o balanço do mar ou de ondas gigantes.




Nessa praia de fácil acesso seja via carro, transporte público ou a pé, as pessoas fazem picnics, churrascos, nadam em sua pequena piscina formada em dos lados,  jogam frescobol - aliás, eles jogam como profissionais. A velocidade da bola é tanta que até hoje me indago como eles conseguem enxergá-la e rebater de volta.






 Esse é o lado da praia que forma uma piscina. Não tem ondas, apenas o balanço suave do mar. A temperatura da água é boa - nem gelada nem quente.

Minha experiência em Barbados inclui diferentes meses do ano e a que dizem ter menos chuva, é até agosto, quando começa o período dos furacões. Sim, as vezes algum passa por lá, vôos são cancelados ou antecipados ou adiados. Certas empresas voam de acordo com o meteorologia como a LIAT.COM
Essa empresa aérea faz rotas nas ilhas do Caribe e os preços andam salgados comparados aos que utilizei alguns anos atrás. Eu andei pegando voos com saídas de Guiana.

Pela busca que fiz rapidamente não localizei fácil acesso para se chegar a esse destino que fica próximo ao norte do Brasil, pois não há mais voos da Gol nem chegaram os prometidos da Avianca - pelo menos não localizei, considerando que nunca consegui comprar nada pelo site da Avianca.com em se tratando de voo internacional. O pior site ever!! oi....


Miami Beach é um local perfeito ainda para assistir ao por do sol e, depois, terminar o dia tomando uma cerveja Banks em um dos bares da Oistins Main Road, no fish market e viver a experiência dos locais comendo um fish cake que é bem diferente do nosso tradicional bolinho de peixe.  
Sanduiche com peixe frito e cerveja local BANKS.
A moeda local é Dolar Barbados, mas todos os locais aceitam Dólar americano na conversão 2 x 1 na moeda local, ou seja, se o preço é 2 dólares barbados você pode arrancar 1 $Trump da carteira e pagar sem questionamentos.
Tentarei fazer um post de COMO CHEGAR em Barbados sem a necessidade de vistos americano ou canadense.

hospedagem boa e barata em Lisboa

Jan 23, 2018

Tudo seria belo nessa vida se não fosse a constante luta diária do ganha pão. A perfeição, no meu caso, seria se pudéssemos unir viagem e trabalho e ainda ser paga para tanto. Mas poucos são aqueles que denominamos de sortudos. Enquanto a sorte não bate na minha porta e na sua, vamos ao que interessa. Onde se hospedar de forma econômica em Lisboa, Portugal.

Se tens pavor de dividir quarto e banheiro, pode pular esse post. O que é barato chama-se hostel ou no popular, albergue. Sim, aquele local onde várias pessoas dormem no mesmo quarto, cada um com sua cama, claro, mas que dividem o banheiro, a cozinha, a sala ...É o ato de compartir o local para baratear os custos de uma estadia. E ai você pensa: mas não seria o caso então de alugar um apart pelo airbnb ou coisa similar? Se vais em turma com certeza, o problema é quando você decide puxar mala a sós!

No post anterior falei do hostel que possui duas unidades na baixa-chiado em Lisboa, porém com nomes diferenciados. O LISBON LOUNGE HOSTEL foi o primeiro que me hospedei e que fica bem no fuxico das ruelas da baixa e é ele a estrela desse post. Apesar de estar no burburinho da cidade o quarto é (pelo menos foi) silencioso. A opção de escolha foi com banheiro privativo. Custa um pouco mais que os demais, mas nem tanto. 

o quarto com banheiro privado - nele se compartilha o banheiro somente com as pessoas hospedadas no quarto. No total eram 6 camas e tive a sorte de estarem ali hospedadas todas do mesmo sexo. Entrou um grupo de americanas bem divertidas.
O espaço é bem decorado, há sala com mini cozinha em cada andar, cama boa com lençóis macios, banheiros limpos e papel higiênico que não deixa faltar (estão achando que papel não falta? falta sim, falei em um post sobre o hostel que me hospedei em Barcelona - papel higiênico parecia ser produto de luxo em mãos de pobre, faltava o tempo todo).
mini cozinha no andar ...tem geladeira, mesa, microondas etc
Além do conforto e do espaço a vista do Lisbon Lounge não deixa a desejar. Está próximo a praça do comércio e vizinho a vários restaurantes. No quarto se tem uma pequena sacada voltada pra rua. Dali se visualiza um pedacinho de onde fica o Castelo de São Jorge e do Rio Tejo. 
aquele arvoredo no fundo da foto é onde está o castelo


da sacada: pedacinho do rio Tejo..olha ele ao fundo
o janelão do quarto que na verdade é uma porta
restaurantes da rua bem aos pés do hostel. Se beber não irá se perder..kkkkk..mas pode acontecer de errar a porta.
O hostel é de curta distância do metrô, portanto, não sofrerás em andar kms puxando mala ou mesmo para passear pela cidade. Dá para fazer várias programas a pé sem ter que gastar com transporte. Mas, como nem tudo é perfeito, pessoas feito eu que ainda não sabem viajar light (entenda com mala pequena), sofre muito para subir as escadarias com o peso e tamanho da mala. É bem ao estilo: subir e descer rezando para não desequilibrar nas escadas. Por se tratar de prédio antigo, não há elevador. 

O hostel oferece ainda todos os dias (tanto o Lounge quanto o LIVING, do post anterior), opção para quem queira, ao preço fixo de 10.00 euros, jantar com vinho incluso. Uma pessoa denominada de Chef faz o cardápio diário e cozinha-se no local. É uma ótima opção para conhecer os demais hóspedes e compartilhar um pouco da experiência de vida com outras culturas.

Hospedagem barata. Hostel em Lisboa na baixa chiado

Nov 15, 2017

Viajar é uma arte. Arte de conseguir bons preços na estadia, local adequado, arte de utilizar transporte público evitando taxis, arte de visitar pontos turísticos gastando nada, de apreciar uma comida local sem deixar a carteira limpa em um único jantar, e mais que tudo, arte de resistir as tentações das ofertas gringas. Com tudo isso você não deixa de ser um artista e dos bons!!

Quem tem dinheiro não precisa passar pelos perrengues dessa arte diferenciada. Nem por isso, os menos endinheirados devem deixar de puxar mala por aí, de conhecer lugares, cultura, apreciar a beleza do mundo, seja ele próximo a você ou mais distante. Nós brasileiros que somos artistas por natureza na arte de viver com o pouco ou nada, temos a sorte no quesito compra de passagens, que dá o primeiro impulso. Quem não tem reserva para mini férias tem oportunidade de comprar passagens parceladas em até 10 vezes com as companhias aéreas ou nas agências de viagens. E para estadias mais baratas, como fazer? Existe uma arte?

Se estás mesmo com vontade de conhecer lugares diferentes e viajas a sós, a opção de estadia é HOSTEL, os famosos albergues, em outra palavra. É ter que dividir o quarto com desconhecidos, o banheiro, ouvir conversas em horas impróprias,  acordar no meio da noite com o novo que chega de viagem arrastando a mala ou que chega da farra nas madrugadas. De alguma forma, todos se respeitam e ao final você descobre que não foi tão ruim assim. 

Se vais a Lisboa por exemplo e não se importa na divisão de quarto com qualquer um, apresento nesse post um dos hostels que me hospedei. Falarei do primeiro em outro. Ambos são da mesma rede. LIVING LOUNGE, esse é o nome e fica em frente ao metrô da baixa-chiado, na rua do Crucifixo. 
Se tiveres animado, poderás fazer suas compras e preparar a sua comida


O que nao gostei do quarto foi quanto as cortinas que não saem do lugar ao serem puxadas para cobrir a claridade a noite
Banheiro estava sempre limpo
cheio de pequenos detalhes. Janela voltada para a rua e, ao fundo, a FNAC.
O local é silencioso. O quarto que me hospedei não tinha vista, pois dava para os fundos de outros prédios. 
É chato ter que dormir com estranhos? Sim, mas se a grana tá curta e não tens um amigo onde se hospedar, vá de hostel. Você encontra várias opções e grandes ofertas pelo mundo na  HOSTELWOLRD.  Eu sempre faço as reservas nesse site.

Xoxo e volte que falarei do outro hostel, a sister do Living.

Auto Post Signature

Auto Post  Signature